Notícia

Dia 31 de Agosto de 2012

Nova Vereadora de Manduri, fala sobre o cargo e suas expectativas.





Neste mês de Agosto que finda a Câmara de Manduri passou por determinadas mudanças. O vereador Evandro da Silva Rosa, alegando motivos particulares, renunciou ao cargo que ainda exerceria por 4 meses.

A cadeira do ex-vereador foi então ocupada por Neusa Maria Ângelo de 53 anos que atuava como conselheira tutelar e era primeira suplente, em caso de vacância na Câmara Municipal.

Na manhã da última quinta-feira (30), a nova vereadora cedeu uma entrevista ao MN contando como tudo aconteceu, além, de suas expectativas. Abaixo você confere a entrevista que abordou temas como “mandato”, “política” e “eleições 2012”.

O MANDATO

1. Como surgiu a oportunidade de ocupar uma cadeira na Câmara neste fim de mandato?

Em 2008 me candidatei à vereadora pelo partido PSDB, mas não fui eleita, ficando então como primeira suplente.
Naquele ano ainda por volta de setembro ou outubro, o vereador Evandro foi trabalhar como agente penitenciário na cidade de Jundiaí. Sou conhecedora da constituição federal, e sabia sobre a lei referente ao acúmulo de cargo. Um vereador pode ter outro trabalho além das funções da Câmara, desde que haja compatibilidade de distância e horário, algo que não estava ocorrendo e interferia na disposição dele como vereador e o impedia de estar a par de todas as necessidades da Câmara.
Na época eu fiz uma denúncia sobre o caso, que chegou a ser tratada em plenário durante uma sessão, mas infelizmente não obtive apoio de meu partido e tão pouco do Presidente da Câmara.
Nestes últimos dias o vereador Evandro, renunciou ao cargo. Não tenho conhecimento se o motivo foi à denúncia feita, ou algo particular. Assim sendo, a vacância deixada por ele deve ser ocupada pelo primeiro suplente. Caso eu não aceitasse, ainda existe um segundo suplente para ocupar a posição.
Assim surgiu a oportunidade de atuar como vereadora.

2. Em sua primeira Sessão de Câmara no dia 27 último, como foi sua experiência na casa? Em quais decisões importantes do Município você já teve participação?

Antes da posse como vereadora, atuava no conselho tutelar e já estava habituada em participar de sessões; por isso não fiquei tão surpresa. Possuo pouca experiência na vereança, mas estou procurando me interar de todos os assuntos.
Na última sessão eu fiz 3 indicações ao Prefeito Municipal. Foram elas: A contratação de um(a) Psicólogo(a) com especialização em Psicopedagogia, que de assistência aos alunos em todas as escolas do município, indiquei ainda a providencia de bancos e iluminação à certo ponto no Residencial Julieta e por fim indiquei que se firme um convênio com o Governo Federal, para implantar o Brasil Sorridente em Manduri.
Na sessão também participei com votação em alguns projetos de lei, sendo deles o principal, uma autorização ao Poder Executivo para desapropriar de forma amigável ou judicial uma área de terras destinada à implantação de um hospital regional federal.

3. É certo, que a política tem sido criticada em todo Brasil e na cidade de Manduri não é diferente. Tendo isso em vista o que a influenciou e encorajou a ser vereadora?

Acredito que a política deve ser feita, de forma que sirva o povo e trabalhe para o bem em comum. O verdadeiro sentido da política é este. O que me encorajou foi poder auxiliar nosso município e trazer dignidade ao povo.

4. Quais suas expectativas neste pequeno período em que atuará como vereadora? Tem em mente projetos que farão a diferença no nosso Município?

Apesar de serem apenas 4 meses atuando, já entrei em contato com a Assistência Social do Município e pretendo deixar ao menos o projeto “Menor aprendiz”, que orienta adolescentes em profissões, e os da condições de trabalho, para que não desperdicem sua ociosidade em coisas vãs.

ELEIÇÕES 2012

5. Nestas Eleições de 2012, a senhora havia se candidatado?

Poderia até me candidatar, mas não existiu o desejo de tentar novamente.

6. Qual sua opinião sobre a quantia de 63 pleiteantes ao cargo de vereador em Manduri neste ano? Acredita que o desejo de todos eles seja apenas legislar pela cidade, ou existem segundas intenções?

São 63 pessoas diferentes e cabe ao povo avaliar cada candidato. Quem eles são e quais as participações deles na comunidade.
Quanto ao número de 63 concorrentes, acredito que esteja na média.

POLÍTICA

7. Qual a função de um vereador na cidade?
Nossa função é legislar, elaborar projetos, fiscalizar, debater discutir e representar o povo, estando sempre à disposição e em contato com a população que nos elegeu.

8. De onde vêm à fiscalização, quanto ao o que os vereadores tem feito?

As pessoas do povo têm a incumbência de fiscalizar, e analisar como os vereadores têm desempenhado suas funções.

Fechando por aqui

9. Agradecemos a vereadora, pela confiança em nosso Jornal e nos ter gentilmente cedido à entrevista. Desejamo-la boa sorte neste mandato, ainda que curto e esperamos que um belo trabalho seja realizado pela cidade. Abrimos agora o espaço as suas considerações finais.

Agradeço a oportunidade ao MN de poder dar esta entrevista, e me coloco a disposição de todos enquanto eu estiver exercendo esta função.




Fonte:MN


Comente esta notícia





Comentários


Nenhum comentário para essa notícia

Anúncios





Manduri Notícias - 2012 - 2018 Todos os Direitos Reservados